dengue

gincana-solidaria

Imprimir

23 boas maneiras que todas as crianças deveriam saber

Postado em Notícias

REGRAS SIMPLES DE ETIQUETA

maneiras



Essas regras básicas de etiqueta deveriam ser ensinadas para todas as crianças, veja abaixo:

1- Quando pedir algo, diga "por favor".

2- Quando receber algo, diga "obrigado".

3- Não interrompa uma conversa entre adultos, a não ser que exista uma emergência. Caso contrário, eles te darão atenção e responderão quando terminarem de conversar.

4- Se você precisar chamar a atenção de alguém rapidamente, a expressão "com licença" é o modo mais educado para entrar na conversa.

5- Quando você tiver qualquer dúvida sobre fazer algo, peça permissão antes. Isso pode te salvar de muitas horas de preocupação depois.

6- Não comente sobre as características físicas dos outros a não ser, é claro, que seja para elogiar, o que é sempre bem-vindo.

7- Quando te perguntarem como você está, responda e então pergunte como a pessoa está.

8- Quando você tiver passado um tempo na casa do seu amigo, lembre de agradecer os pais dele por terem te recebido e pela diversão que você teve lá.

9- Bata em portas fechadas – e espere por uma resposta – antes de entrar.

10- Quando você fizer uma ligação, apresente-se primeiro e depois pergunte se você pode falar com a pessoa que deseja.

11- Seja grato e diga "obrigado" por qualquer presente que você receber. Na época do WhatsApp, uma mensagem escrita à mão pode ter um efeito poderoso.

Imprimir

4 dicas para seu filho aprender a esperar

Postado em Notícias

Desenvolver a paciência é uma habilidade fundamental para as crianças.

273pristhinkstockphotos-80472287 459

Fazer o filho esperar a vez dele na fila do supermercado, do parque de diversão, do banheiro público ou até mesmo durante uma brincadeira é sempre uma tarefa difícil. Um estudo da Universidade de Warwick, na Inglaterra, colocou crianças de 3 anos e meio nessa situação e percebeu que elas realmente não tinham maturidade suficiente para esperar. Só a partir dos 5 anos é que começavam a ter essa consciência. "A ansiedade e impulsividade são naturais nas crianças pequenas. Somente aos poucos e com muita persistência dos pais é que ampliam esse repertório", diz a psicóloga Rita Calegari, da Rede de Hospitais São Camilo (SP). A especialista dá algumas dicas para ajudar seu filho a desenvolver essa habilidade.

Galeria de fotos